Physical Acivity and cognitive health condition of institutionalized elderly in Passo Fundo – RS, Brazil

LIMA, Alisson Padilha de et al. PHYSICAL ACTIVITY AND COGNITIVE HEALTH CONDITION OF INSTITUTIONALIZED ELDERLY IN PASSO FUNDO- RS, BRAZIL. Ciências & Cognição, v. 23, n. 1, mar. 2018. ISSN 1806-5821. Disponível em: <http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1436>. Acesso em: 13 Abr. 2018.

PHYSICAL ACTIVITY AND COGNITIVE HEALTH CONDITION OF INSTITUTIONALIZED ELDERLY IN PASSO FUNDO- RS, BRAZIL.

Alisson Padilha de Lima, Ezequiel Vitório Lini, Marilene Rodrigues Portella, Marlene Doring, Fabrício Bruno Cardoso

Resumo

The research aimed at identifying factors related to physical activity and cognitive health in elderly living in long-stay institutions. It is a populational based cross sectional study with 191 individuals aged ?60 years. It was analysed sociodemographic variables and the ones related to health. Crude multivariable analysis were run upon Poisson regression, estimating the ratios of gross and adjusted prevalence and calculated the confidence intervals of 95 % at a significance level of p ? 0.05. The avarege age was 79,7 years (±9,8). In the adjusted model, the rate of prevalence of physical activity was 1.94 times higher among elderly people without dementia symptoms. The findings reinforce the need for ongoing incentive to physical activity practice for institutionalized elderly, since the reduction or slowing up the complications resulting from dementia and better understanding of the overall picture of health.

Palavras-chave

Cognitive Science, Homes for the Aged, Longevity

Texto completo:

PDF (ENGLISH)

TOP-DOWN VS. BOTTOM-UP: ALTERAÇÕES NO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES DURANTE A INDUÇÃO DE FADIGA MENTAL

de Melo, H., Nascimento, L., & Takase, E. (2018). TOP-DOWN VS. BOTTOM-UP: ALTERAÇÕES NO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES DURANTE A INDUÇÃO DE FADIGA MENTAL. Ciências & Cognição, 23(1). Recuperado de http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1352

TOP-DOWN VS. BOTTOM-UP: ALTERAÇÕES NO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES DURANTE A INDUÇÃO DE FADIGA MENTAL

Hiago Murilo de Melo, Lucas Martins Nascimento, Emílio Takase

 

Resumo

A Fadiga Mental (FM) ocorre durante ou após um período prolongado de demanda cognitiva repetitiva somado a recompensas insatisfatórias. Este estudo pretende investigar alterações no processamento de informações top-down e bottom-up no controle inibitório durante a indução de FM através do protocolo de tarefa cognitiva por tempo prolongado. Participaram do experimento 19 sujeitos (9 homens) com idades entre 18 e 24 anos (M=21,21 DP=1,77), submetidos ao paradigma Go/NoGo contendo cinco blocos de 250 tentativas com intervalos de 30 segundos entre blocos, totalizando 50 minutos de atividade. A ANOVA para medidas repetidas sugere efeito significativo do tempo de realização da tarefa no aumento no tempo de reação do processamento top-downF4,15 = 3,66, p<0,05, no número de erros por omissão, F4,15 = 4,75, p<0,05, e uma redução no tempo de resposta do processamento bottom-up, F4,15 = 5,39, p<0,05. Estes achados sugerem que a realização de uma tarefa cognitiva durante um período prolongado provoca prejuízo significativo no desempenho cognitivo, com ênfase no processamento de informações top-down, não impedindo a realização de um comportamento, mas prejudicando sua qualidade de execução.

Palavras-chave

Fadiga Mental; Processos Cognitivos; Top-down; Bottom-up.

Texto completo:

PDF

Computação Cognitiva: revisão e direções para futuras pesquisas na perspectiva da administração

58012.80038-Inteligencia-ArtificialArtigo publicado no volume 21(1), da revista científica Ciências & Cognição.

COMPUTAÇÃO COGNITIVA: REVISÃO E DIREÇÕES PARA FUTURAS PESQUISAS NA PERSPECTIVA DA ADMINISTRAÇÃO

(Priscila Nesello, Ana Cristina Fachinelli)

RESUMO: A disciplina emergente de computação cognitiva faz a conexão entre as ciências da vida, ciências sociais, engenharia, ciências físicas e matemáticas e as ciências humanas. O objetivo deste artigo é identificar resultados de pesquisas em computação cognitiva e direções para o desenvolvimento de novos estudos no campo da administração. Para isso, foi utilizada bibliometria e revisão da literatura do resumo das publicações com suporte do método grounded theory e auxílio do software Maxqda 11. A partir das áreas de ênfase neurobiologia, psicologia cognitiva e inteligência artificial, identificadas na etapa de análise, foi desenvolvido um Quadro da Pesquisa em Computação Cognitiva. Também como resultados foram discutidos os marcos teóricos utilizados. O artigo conclui com uma discussão sobre questões emergentes e novas direções de pesquisa.

Texto completo: PDF

Ferramentas de Design Thinking para a inovação em modelo de negócio

Designer Drawing

Designer Drawing

O Design Thinking tem sido aplicado como uma nova abordagem de resolução de problemas adequada aos desafios das organizações, ao incentivo à inovação e ao crescimento, pois os seus mecanismos específicos melhoram o resultado organizacional. O objetivo geral do artigo é apresentar as ferramentas do Design Thinking para a inovação em modelo de negócio. Para tanto, metodologicamente, a pesquisa caracteriza-se como qualitativa, exploratória, descritiva e bibliográfica. O artigo está estruturado da seguinte maneira: primeiramente são abordados os temas Criatividade, Inovação, Design Thinking e Modelo de Negócio. No quarto item é descrita a metodologia utilizada na pesquisa seguido da análise dos dados e, finalmente, as considerações finais do estudo. Pode-se concluir que a maior recompensa em adotar uma abordagem de Design Thinking não é somente identificar uma solução, mas no caso da inovação prever e implementar as novas possibilidades descobertas.

(Autores: Patricia Dorow, Christine Franzoni, Mirian Torquato, Francisco Fialho)

Palavras-chave: Criatividade; Inovação; Design Thinking; Modelo de Negócio.

Texto completo: PDF

[Publicado em: Ciências & Cognição 2016; Vol 21(1), pp. 124-136 © Ciências & Cognição – ISSN 1806-5821. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1019/pdf_71 ]

Reflexões sobre o ensino online de biossegurança à luz da teoria da aprendizagem significativa

biossegurançaREFLEXÕES SOBRE O ENSINO ONLINE DE BIOSSEGURANÇA À LUZ DA TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA

Monica Jandira dos Santos, Maria Eveline de Castro Pereira, Angela Cristina Verissimo Junqueira, Cintia de Moraes Borba, Claudia Jurberg

Resumo

Organizar eventos educacionais, com foco na aprendizagem, exige articulação entre planejamento, processo de ensino e avaliação. O presente manuscrito objetiva avaliar a estruturação pedagógica e os resultados no QBA/Online – curso de Biossegurança a distância, inserido no Moodle, oferecido aos ingressos do Instituto Oswaldo Cruz – à luz da Teoria da Aprendizagem Significativa (TAS), para identificar oportunidades de melhorias. Na pesquisa qualitativa, foram considerados os dados de 2760 participantes, de 2008 a 2014. A média de participação anual foi de 460, com predominância de alunos (40%). No planejamento, não foi utilizada uma fundamentação teórica-metodológica, mas considerados os aspectos contextuais do ensino e a natureza do conhecimento a ser ensinado. O conteúdo está em 12 textos. O maior índice de acertos nos testes foi de 18 questões, no único instrumento de avaliação da aprendizagem, com 20 perguntas, centradas nos temas dos textos. O curso foi bem avaliado pelos alunos. A flexibilidade do tempo/local está dentre os pontos positivos e a quantidade/tamanho dos textos, nos negativos. O diagnóstico ratificou a relevância de um curso online; necessidade de reorganização do material instrucional; e de oferta de estratégias de ensino para estimular o interesse dos alunos.

Palavras-chave: educação a distância; ensino de biossegurança; aprendizagem significativa.

Texto completo: PDF

[Publicado em: Ciências & Cognição 2016; Vol 21(1), pp. 100-111 © Ciências & Cognição – ISSN 1806-5821. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1096/pdf_76]

Está disponível online o Volume 21 (1), de Ciências & Cognição

Ciencias & CognicaoO volume 21, n. 1, do periódico “Ciências & Cognição” pode ser acessado de modo livre e gratuito. Trata-se de um periódico científico que aborda temas relacionados com os estudos sobre cognição com ênfase nos diálogos interdisciplinares. Abaixo, segue o sumário da edição 19(3). O periódico pode ser acessado diretamente pelo endereço: www.cienciasecognicao.org .

Ciências & Cognição (Cien. Cogn.) é a publicação científica oficial da Organização Ciências e Cognição (OCC), Instituto de Ciências Cognitivas (ICC) e CeC-NuDCEN/UFRJ (Ciências e Cognição – Núcleo de Divulgação Científica e Ensino de Neurociência, da Universidade Federal do Rio de Janeiro).

ISSN 1806-5821

TÍTULO Ciências & Cognição

Possui índice h5 = 9; Mediana h5 = 13 (https://goo.gl/fvdgn3).

No QUALIS 2014, por sua proposta interdisciplinar, está presente em múltiplos comitês de avaliação, sendo as maiores avaliações:

  • B1 em Psicologia;
  • B2 em Interdisciplinar, Educação, Ensino;
  • B3 em Filosofia, Enfermagem;
  • B4 em Engenharia III;
  • B5 em Medicina II, Química, Administração, Ciências Contábeis e Turismo.

v. 21, n. 1 (2016)

Ciências & Cognição

Sumário

Neuroeducação / Psicologia da Educação / Ensino / Ciências Cognitivas

AUTORREGULAÇÃO DA APRENDIZAGEM: UMA PERSPECTIVA HOLÍSTICA PDF
Abílio Afonso Lourenço, Maria Olímpia Almeida Paiva
REVISÃO SISTEMÁTICA DE ESTUDOS SOBRE HABILIDADES SOCIAIS: AVALIAÇÃO E TREINAMENTO PDF
Michele Souza de Barros Gavasso, Janaína da Silva Gonçalves Fernandes, Márcia Siqueira de Andrade

Psicologia / Neuropsicologia / Psicanálise / Ciências Cognitivas

DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: PADRÕES COGNITIVOS E QUALIDADE DE VIDA PDF
Jose Antonio Spencer Hartmann Junior, Giliane Cordeiro Gomes
UMA REFLEXÃO SOBRE A MEDIAÇÃO ESCOLAR PDF
Pedro Cunha, Ana Paula Monteiro
TREINAMENTO DE PAIS E AUTISMO: UMA REVISÃO DE LITERATURA PDF
Aline Abreu e Andrade, Priscilla Moreira Ohno, Caroline Greiner de Magalhães, Isabella Soares Barreto

Ensino / Educação / Ciências Cognitivas

REFLEXÕES SOBRE O ENSINO ONLINE DE BIOSSEGURANÇA À LUZ DA TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA PDF
Monica Jandira dos Santos, Maria Eveline de Castro Pereira, Angela Cristina Verissimo Junqueira, Cintia de Moraes Borba, Claudia Jurberg

Administração / Gestão do Conhecimento / Engenharia do Conhecimento

FERRAMENTAS DO DESIGN THINKING PARA A INOVAÇÃO EM MODELO DE NEGÓCIO PDF
Patricia Dorow, Christine Franzoni, Mirian Torquato, Francisco Fialho
COMPUTAÇÃO COGNITIVA: REVISÃO E DIREÇÕES PARA FUTURAS PESQUISAS NA PERSPECTIVA DA ADMINISTRAÇÃO PDF
Priscila Nesello, Ana Cristina Fachinelli
EFEITOS DA EXPERIÊNCIA NO PROCESSO DECISÓRIO: UMA INVESTIGAÇÃO A PARTIR DOS ELEMENTOS DA COGNIÇÃO PDF
Thaís Spiegel, Heitor Mansur Caulliraux

Saúde Coletiva / Ciências da Saúde / Ciências Cognitivas

A CRISE AMBIENTAL E A DIMENSÃO COGNITIVA E ANALÍTICA DA BIOSSEGURANÇA PDF
Marli B. M. de Albuquerque Navarro, José Pereira Ardions, Bernardo Elias Correa Soares, Telma Abdalla de Oliveira Cardoso

Treinamento de pais e autismo: uma revisão de literatura

 

baixa-023TREINAMENTO DE PAIS E AUTISMO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Aline Abreu e Andrade, Priscilla Moreira Ohno, Caroline Greiner de Magalhães, Isabella Soares Barreto

Resumo

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é caracterizado por deficits persistentes na comunicação e na interação social em múltiplos contextos e por padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses ou atividades. Tais comprometimentos devem estar presentes no indivíduo precocemente no desenvolvimento e causar prejuízos significativos em áreas importantes da vida. Como forma de promover o desenvolvimento das crianças com autismo, pesquisas se dedicam a estudar os tipos de intervenção mais eficientes para diminuir os sintomas autísticos e aumentar comportamentos adaptativos. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão da literatura especificamente sobre treinamento de pais de pessoas com autismo a fim de sintetizar as evidências atuais a respeito do impacto desta modalidade de intervenção tanto para a criança quanto para a sua família. Foram consultadas as bases de dados Academic Search Premier, Journals Ovid Full Text, PsycArticles (APA), ScienceDirect (Elservier), SpringerLink (MetaPress) e Wiley Online Library para a seleção dos artigos. Foram selecionados e lidos integralmente 15 artigos. Os estudos revisados apontam para uma indeterminação quanto à eficácia do treinamento de pais como forma de facilitar o desenvolvimento de crianças com autismo. Não foi encontrado resultado conclusivo no que diz respeito ao aumento da qualidade de vida dos pais dessas crianças após a intervenção.

Palavras-chave: Transtorno do Espectro do Autismo, treinamento de pais, revisão de literatura.

Texto completo: PDF

[Publicado em: Ciências & Cognição 2016; Vol 21(1), pp. 7-22 © Ciências & Cognição – ISSN 1806-5821. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1038/pdf_67]

Uma reflexão sobre mediação escolar

Intermediary in the conflict decision

Intermediary in the conflict decision

UMA REFLEXÃO SOBRE A MEDIAÇÃO ESCOLAR

Pedro Cunha, Ana Paula Monteiro

Resumo

No meio escolar os atores sociais são confrontados, muitas vezes, com a necessidade de lidar com desejos, interesses e valores distintos dos seus e podem ver-se implicados em conflitos que exigem respostas eficazes na forma como são enfrentados. O desenvolvimento de competências de gestão construtiva de conflitos na escola é, pois, de indiscutível atualidade, sendo a mediação uma metodologia cada vez mais aplicável aos mais diversos tipos de conflitualidade. Para além de pretender descrever o processo de mediação escolar e as principais fases, o artigo procura analisar os papéis, competências e características de um mediador escolar, isto é, de um facilitador do relacionamento interpessoal. Reflete-se ainda sobre o desenvolvimento das condições organizacionais necessárias à implementação de um programa de mediação na escola. Para finalizar, ressaltam-se as principais vantagens e limitações dos programas de mediação escolar enquanto práticas educativas inovadoras.

Palavras-Chave: Mediação; Conflitos; Programas; Escola.

Texto completo: PDF

[Publicado em: Ciências & Cognição 2016; Vol 21(1), pp. 137-154 © Ciências & Cognição – ISSN 1806-5821. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1102/pdf_75]

Depressão em idosos institucionalizados: padrões cognitivos e qualidade de vida

34305DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: PADRÕES COGNITIVOS E QUALIDADE DE VIDA

Jose Antonio Spencer Hartmann Junior, Giliane Cordeiro Gomes

Resumo

Busca-se determinar o percentual de depressão, variáveis psicossociais e qualidade de vida de idosos institucionalizados. Estudo descritivo, transversal, observacional, com comparação de grupos foi realizado incluindo 96 idosos, com 65 anos ou mais de idade, residindo em uma dentre nove instituições de longa permanência, sendo sete localizadas no Recife e duas em Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, Brasil, no período de maio a julho de 2011. Os instrumentos de coleta permitiram investigar características sociodemográficas e da instituição, triar depressão (Escala de Depressão Geriátrica, e entrevista breve para diagnóstico de episódio depressivo maior), perdas cognitivas (mini-mental e teste de desenho do relógio) e avaliar qualidade de vida. Havia depressão em 63,5% dos idosos na Escala de Depressão Geriátrica e em 59,4%, no Mini 5.0. As perdas cognitivas estavam presentes no mini-exame do estado mental de 65,6% dos idosos e no teste de desenho do relógio de 72,9%. Depressão e perdas cognitivas se associaram significantemente com iletrismo, ausência ou raridade de visitas familiares, permanência na instituição e não submissão a exames de rotina, enquanto que baixa complexidade da ocupação anterior associou-se exclusivamente à depressão.

Palavras-chave: Idosos; Institucionalização; Depressão; Qualidade de vida.

Texto completo: PDF

[Publicado em: Ciências & Cognição 2016; Vol 21(1), pp. 137-154 © Ciências & Cognição – ISSN 1806-5821. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1028/pdf_72]

Revisão sistemática de estudos sobre habilidades sociais: avaliação e treinamento

[Publicado em: Ciências & Cognição 2016; Vol 21(1), pp. 52-58 © Ciências & Cognição – ISSN 1806-5821. Disponível em: http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1050/pdf_70]

wiremybrainREVISÃO SISTEMÁTICA DE ESTUDOS SOBRE HABILIDADES SOCIAIS: AVALIAÇÃO E TREINAMENTO

Michele Souza de Barros Gavasso, Janaína da Silva Gonçalves Fernandes, Márcia Siqueira de Andrade

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi identificar o que foi publicado nos últimos cinco anos, sobre habilidades sociais no Brasil. Realizou-se revisão sistemática de artigos científicos na base do banco de dados da Biblioteca Virtual da Saúde – Psicologia Brasil (BVS-PSI) no que se refere aos anos de 2009 até 2013, utilizando o termo habilidades sociais. Do total de 88 artigos, 85 atenderam aos critérios de inclusão. O material foi submetido à análise quantitativa de dados textuais com o auxílio do software IRAMUTEQ. Os resultados apontaram dois temas mais frequentes: o primeiro é composto por artigos que priorizam estudos sobre habilidades sociais e o contexto escolar; o segundo é composto por pesquisas que tratam de aspectos familiares relacionados às habilidades sociais. Considerou-se que os aspectos socioemocionais, do vínculo parental, vínculos de amizade e acolhimento institucional escolar, são essenciais para o desenvolvimento das práticas sociais assertivas da criança e do jovem adulto. Outro dado levantado, que demonstra grande influência no desenvolvimento das habilidades sociais, é a possível parceria entre a instituição escolar e a família.

Palavras-chave

Aprendizagem; Escola; Família; Habilidades sociais; Revisão.

Texto completo: PDF