Análise do conhecimento geral sobre neurociências por profissionais da educação, estudantes e público em geral

Rodrigo Pinheiro da Silva, Alfred Sholl Franco - XXXVIII SBNeC 2014Foi apresentado na XXXVIII Reunião da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC), o trabalho de Rodrigo Pinheiro da Silva e Alfred Sholl Franco, ambos integrantes do grupo de pesquisa Neuroeduc, de Ciências e Cognição. O pôster teve como título “Análise do conhecimento geral sobre neurociências por profissionais da educação, estudantes e público em geral no município do Rio de Janeiro e Região do Grande Rio” e apresenta os resultados parciais de uma larga pesquisa empírica na área de neuroeducação. Segue abaixo o resumo publicado nos anais do evento:

RESUMO
Introdução
O processo de conscientização auxilia a sociedade na formação de um juízo crítico e no diálogo para a construção do conhecimento. É através da conscientização sobre os mais diversos assuntos que se possibilita a gênese da criticidade e da diversidade de ideias e pensamentos, bases para a reflexão e a formação de juízos e cognição. As neurociências tem muito a contribuir para a sociedade e para a construção dos conhecimentos presentes no nosso dia-a-dia e em sala de aula.
Objetivos
Este trabalho teve por objetivo avaliar o nível de conscientização sobre neurociências e sua importância na população da cidade do Rio de Janeiro e da região do Grande Rio.
Métodos
Foi utilizado um questionário semi-estruturado com perguntas objetivas e abertas, dividido em duas seções: (1) para a identificação e classificação dos participantes quanto a população em que seria incluído (profissionais da educação, PE, n = 100; alunos, AL, n = 787; público em geral, PG, n = 887); (2) para a avaliação do nível de conhecimento dos participantes sobre neurociências. A aplicação do questionário foi realizada entre janeiro de 2012 e maio de 2014, por pesquisadores, docentes e alunos vinculados ao Núcleo de Estudos em Neurociências e Educação (Neuroeduc), durante eventos de divulgação científica promovidos pelo Museu Itinerante de Neurociências (http://www.cienciasecognicao.org/min).
Resultados e Conclusões
Nossos resultados mostram níveis significativamente diferentes de conhecimento sobre o termo neurociências nas regiões estudadas, o que é demonstrado pela porcentagem de respostas coerentes obtidas no Rio de Janeiro (75%, PE; 40%, AL; 47%, PG) e na região do Grande Rio (45%, PE; 29%, AL; 43%, PG) para a pergunta “o que são neurociências?”. Ao serem questionados sobre as possíveis contribuições das neurociências para a sociedade, nossos participantes demonstraram ter um elevado índice de desconhecimento, tanto no Rio de Janeiro (35%, PE; 11%, AL; 16%, PG), quanto no Grande Rio (21%, PE; 28%, AL; 34%, PG. Avaliamos também o conhecimento dos participantes sobre as contribuições das neurociências para a educação: respostas coerentes no Rio de Janeiro (53%, PE; 20%, AL; 27%, PG) e nos municípios do Grande Rio (86%, PE; 33%, AL; 53%, PG). Dentre as principais mídias utilizadas para obtenção de informações sobre neurociências destacamos para o Rio de Janeiro a Internet, através do acesso a sites, blogs e Wikipédia, enquanto que para o Grande Rio temos a Internet (através de sites e blogs) e materiais impressos (jornais e revistas). Quanto aos assuntos de maior interesse envolvendo neurociências, tivemos, no Rio de Janeiro, um predomínio para os seguintes assuntos: educação, pensamento, cognição, sono e sonhos e comportamentos. Na região do Grande Rio os temas de maior interesse foram: aprendizagem e memória, doenças degenerativas do sistema nervoso (como Alzheimer e Parkinson), sono e sonhos. Nossos resultados sugerem nítidas diferenças no nível de conscientização sobre neurociências e sua importância entre as populações estudadas, principalmente quando levamos em consideração a localização das populações em um grande centro urbano (Rio de Janeiro) ou na região metropolitana e periférica deste mesmo centro e que compreende os municípios do Grande Rio. Apoio Financeiro: PR-5/UFRJ, PROEXT-MEC/SESU, FAPERJ e Organização Ciências e Cognição.

Palavras-chave: Conscientização, Divulgação, Neurociências

Forma de citação:

SILVA, R.P. e SHOLL-FRANCO, A.S. Análise do conhecimento geral sobre neurociências por profissionais da educação, estudantes e público em geral no município do Rio de Janeiro e Região do Grande Rio. In: XXXVIII REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEUROCIÊNCIAS E COMPORTAMENTO (SBNeC), 38, 2014. Búzios. Resumos da XXXVIII Reunião Anual da SBNeC [online]. São Paulo: SBNEC, 2014. Disponível em  http://sigeventos.com.br/sbnec2014/inscricao/mostra_resumo.asp?traId=1&insId=616  , 07/10/2014, às 17:21.

 

Inscrições Abertas para o “III Curso de Verão em Neurociências”

Já está acontecendo o período de pré-inscrições para o “III Curso de Verão em Neurociências!” Entre 02/12/13 e 03/02/2014, todos aqueles com mais de 14 anos que tenham interesse em ampliar seus conhecimentos básicos e aplicados sobre neurociências podem se inscrever.

Através de atividades práticas em oficinas, quem integra o curso, que é gratuito, aprende mais sobre conteúdos como neuroanatomia, neurofisiologia e doenças que acometem o sistema nervoso, tais quais o Alzheimer, o Parkinson e o autismo. Dessa forma, complementa sua formação acadêmica.

É importante destacar que o Curso de Verão em Neurociências serve como preparatório para os alunos de ensino médio que desejam participar da “Rio Brain Bee”, competição que acontece nos primeiros meses do ano.

O edital contendo as instruções para efetuar a pré-inscrição você encontra AQUI

Clique sob a imagem para melhor visualização.

Clique sob a imagem para melhor visualização.