ONTOLOGIAS PARA A TEORIA TRIZ: UMA NECESSIDADE?

Autores

  • Antonio Costa Gomes Filho Programa de Pós-Graduação em Administração PPGADM/Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO
  • Sandro Rautenberg Programa de Pós-Graduação em Administração PPGADM/Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO

Palavras-chave:

Ontologias, TRIZ, Multidisciplinaridade, Conhecimento.

Resumo

A Ciência da Informação surgiu há aproximadamente quarenta anos, é multidisciplinar por natureza e uma de suas contribuições é o planejamento e a organização de Sistemas de Conhecimento com o uso de computador. Os cientistas da informação são profissionais formados em diversas áreas e se utilizam das ontologias para organizar o conhecimento. Um dos desafios é o uso de ontologias para sistemas de conhecimento contido nas bases de patentes.O presente ensaio aborda aspectos relacionados à necessidade de uso de ontologias no campo de domínio da Teoria da Resolução de Problemas Inventivos para a construção de Sistemas de Conhecimento capazes de oferecer soluções na prática da Inovação Sistemática; analisa a literatura disponível sobre o assunto; esclarece questões a respeito da Teoria TRIZ; e questiona se o uso de Ontologias contribui na aplicação do desenvolvimento dos métodos da TRIZ. As reflexões finais deixam em aberto o campo de estudos que envolvam ontologias, TRIZ e Sistemas de Conhecimento, como proposta de objeto de estudo a partir da Ciência da Informação e da Engenharia do Conhecimento.

Biografia do Autor

Antonio Costa Gomes Filho, Programa de Pós-Graduação em Administração PPGADM/Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO

É professor no Departamento de Administração da Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO. É Doutor em Engenharia e Gestão do Conhecimento – EGC/UFSC e Mestre em Biblioteconomia e Ciência da Informação PUC/CAMPINAS.

Sandro Rautenberg, Programa de Pós-Graduação em Administração PPGADM/Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO

É professor no Departamento de Sistemas da Universidade Estadual do Centro-Oeste. É Doutor em Engenharia e Gestã do Conhecimento EGC/UFSC. Atualmente está cursando o Pós-Doutorado na Alemanha.

Publicado

2015-09-30

Como Citar

Gomes Filho, A. C., & Rautenberg, S. (2015). ONTOLOGIAS PARA A TEORIA TRIZ: UMA NECESSIDADE?. Ciências & Cognição, 20(2). Recuperado de http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1014

Edição

Seção

Ensaios Acadêmicos / Essays