REVISÃO SISTEMÁTICA SOBRE OS MODELOS MENTAIS DE EQUIPE COMO FORMA DE COGNIÇÃO COLETIVA

Autores

  • Cirleia Bloemer Wessling Universidade Federal de Santa Catarina
  • Andrea Valéria Steil Universidade Federal de Santa Catarina
  • Narbal Silva Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

cognição de equipe, modelo mental de equipe, psicologia cognitiva

Resumo

Resumo

Modelo Mental de Equipe (MME) é um tipo de cognição coletiva que tem se tornado cada vez mais relevante em pesquisas internacionais. O objetivo deste artigo é apresentar como se caracteriza o construto: suas propriedades conceituais e operacionais, os estudos teóricos e empíricos da última década e as bases epistemológicas dos estudos sobre o tema. A partir de uma revisão sistemática de literatura, foram analisadas 27 publicações, as quais estabelecem relações entre o desenvolvimento de MMEs com outros construtos, como coordenação, eficácia e desempenho de equipes. Este estudo se propõe também a aproximar pesquisadores nacionais ao construto, de modo que as pesquisas acerca de MMEs possam se expandir no país, pois o tema se apresenta como um campo de estudos ainda inexplorado no Brasil.

Biografia do Autor

Cirleia Bloemer Wessling, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Psicologia (ACE), Mestranda em Psicologia (UFSC). Experiência de 15 anos com consultoria em Gestão Estratégica de Pessoas.

Andrea Valéria Steil, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduada em Psicologia (UFSC), Mestre em Administração (UFSC) e Doutora em Engenharia da Produção (UFSC). Atua como Professora Adjunta no Departamento de Psicologia e como professora permanente nos Programas de Pós Graduação em Psicologia (UFSC) e em Engenharia e Gestão do Conhecimento (UFSC).

Narbal Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduado em Psicologia (UFSC), Mestre em Administração (UFSC), Doutor em Engenharia da Produção (UFSC) e Pós doutorado em Psicologia (UFRS). Atua como Professor Associado no Departamento de Psicologia e no Programa de Pós graduação em Psicologia (UFSC).

Publicado

2016-12-30

Edição

Seção

Revisões de Literatura / Literature Reviews