SÍNDROME DE DOWN: ESTUDO EXPLORATÓRIO DA MEMÓRIA NO CONTEXTO DE ESCOLARIDADE

Susana Costa Lima, Cândida Leite, Raphael Bender Leite, João Carlos Alchiere, Regina Helena Silva, Fabíola Silva Albuquerque

Resumo


Resumo
Indivíduos com síndrome de Down (SD) são cada vez mais incluídos no sistema regular de ensino, no entanto, poucas pesquisas foram realizadas para investigar a influência no
desenvolvimento da memória e o tipo de matrícula. Este estudo compara nove indivíduos com síndrome de Down matriculados em escolas especiais (grupo EE) e nove indivíduos no sistema regular de ensino (grupo ER). Os testes utilizados para a análise dos sujeitos foram o span de dígito, o de recordação livre e de reconhecimento de palavras e subtestes do WISK-III. Os indivíduos do grupo ER obtiveram maiores pontuações no teste de span de dígito (p=0,001) e nos subtestes do WISK-III. Nos testes de recordação livre e de reconhecimento de palavras nenhuma diferença foi encontrada. No entanto, os dois grupos demonstraram comportamentos
diferentes em relação ao teste de reconhecimento de palavras. No total dos testes, o tempo de reação (TR) entre o estímulo auditivo e a resposta do sujeito no grupo ER apresentou uma
média de 2.041ms, enquanto o grupo EE alcançou uma média de 4.306ms. Essa diferença foi estatisticamente significativa em algumas etapas do teste . Este estudo indica que o tipo de
matrícula pode influir no desenvolvimento da memória dos indivíduos com SD e claramente aponta para a necessidade de futuras investigações.
Palavras-chave: síndrome de Down; memória de curto-prazo; educação especial.

Abstract
Individuals with Down syndrome (DS) are increasingly more included in mainstream schools but, little research has investigated whether the kind of school attended influences memory development. The present study compared nine individuals with DS attending a special school (group SS) and nine individuals in mainstream schooling (group MS). Subject analysis obtained data for Digit Span, Verbal Free Recall and Verbal Recognition tests (short-term memory tests) as well as the WISK-III subtest. The individuals in group MSs achieved
significantly higher scores for the digit span test (p = 0,001) and WISK-III subtest, however for both the free recall test and the recognition test, no difference was found. This being said, both groups demonstrated different behaviors concerning the word recognition test. Overall, the reaction time (TR) between auditory stimulus and subject response in group MS demonstrated an average of 2.041ms, while group SS reached an average of 4.306ms.This difference was found to be significant in some phases of the test. This study indicates that the kind of school attended may influence memory developing in individuals with Down syndrome and clearly points to necessity of further investigating this link.
Keywords: Down syndrome; short-term memory; special education.

Palavras-chave


síndrome de Down; memória de curto-prazo (MCP); educação especial.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________

Endereço postal

Ciências e Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

Contato Principal

Editors (Dr. Glaucio Aranha / Dr. Alfred Sholl-Franco)
Ciências e Cognição - Editors-in-chief

Ciências & Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

E-mails:

revista@cienciasecognicao.org (principal)
cienciasecognicao@gmail.com (alternativo)


E-mail: revista@cienciasecognicao.org

Contato de Suporte

Comunication Office
E-mail: revista@cienciasecognicao.org