MAPAS CONCEITUAIS E DIAGRAMAS V: FERRAMENTAS PARA O ENSINO, A APRENDIZAGEM E A AVALIAÇÃO NO ENSINO TÉCNICO

Sabrina M.V. Pacheco, Felipe Damasio

Resumo


Resumo

A existência de poucos relatos de tentativas de promoção da aprendizagem significativa de Ausubel na Educação Tecnológica e a busca de uma formação cidadã integrada à de um técnico motivaram o projeto apresentado neste trabalho. Para tentar alcançar estes objetivos foram usadas duas ferramentas baseadas na teoria de Ausubel: mapas conceituais e diagramas V. Os mapas conceituais foram utilizados como organizadores de conhecimento e para avaliação das aprendizagens e os diagramas V para potencializar as aulas de laboratório didático. O projeto ocorreu com alunos do campus Araranguá do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina em um curso da área do vestuário de nível pós-médio. Para acompanhar o desempenho dos alunos, e o quanto eles alcançavam a aprendizagem significativa, foram desenvolvidos protocolos de avaliação de mapas conceituais e diagramas V, que, junto com a explicação dos alunos, constituíam no instrumento de avaliação do projeto. Os resultados apontam que enquanto tomavam contato com as ferramentas, seus mapas conceituais e diagramas V fizeram crer em uma evolução gradual na estrutura cognitiva dos alunos em direção à aprendizagem significativa dos temas discutidos. Como asserção de valor deste estudo, podemos expor que a expectativa expressa na missão do IF-SC, de formar indivíduos capazes de exercer sua cidadania além de sua profissão, pode ser alcançada através da aprendizagem significativa, com o auxílio das ferramentas construídas para isso: os  mapas conceituais e os diagramas V.

Palavras-chave: Ausubel; aprendizagem significativa; mapas conceituais; diagramas V; avaliação formativa; ensino técnico.

 

Abstract

Considering the very small amount of narrated attempts to promote meaningful learning, as Ausubel defined, this study aims to determine whether it is possible to implement, in technical high school courses from IF-SC (Campus Araranguá), strategies that facilitate this kind of learning. This study aims to determine whether it is possible to implement, in technical highschool courses from IF-SC (Campus-Araranguá), strategies that facilitate meaningful learning, as Ausubel defined it. The methodology employed was to use two well known tools which try to make this kind of learning viable: concepual maps and V diagram. The first one is used in order to organize knowledge and assessment of students and the second to boost the classes of laboratory teaching. The project involved students from a technical highschool course in clothing from IF-SC.  Results indicate that as the students get in touch with these tools, their analysis suggest a gradual evolution in their cognitive structure towards meaningful learning of the issues discussed. As the value proposition of this study, we can point out that the expectation expressed in the mission of IF-SC, which is to train individuals capable of exercising their citizenship in addition to their profession, can be provided through meaningful learning, which in turn can be implemented through two tools built to achieve this type of learning: conceptual maps and V diagram  .

Keywords: Ausubel; meaningful learning; conceptual maps; v diagram; forming evaluation; technical teaching.

Palavras-chave


Ausubel; aprendizagem significativa; mapas conceituais; diagramas V; avaliação formativa; ensino técnico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________

Endereço postal

Ciências e Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

Contato Principal

Editors (Dr. Glaucio Aranha / Dr. Alfred Sholl-Franco)
Ciências e Cognição - Editors-in-chief

Ciências & Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

E-mails:

revista@cienciasecognicao.org (principal)
cienciasecognicao@gmail.com (alternativo)


E-mail: revista@cienciasecognicao.org

Contato de Suporte

Comunication Office
E-mail: revista@cienciasecognicao.org