CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DO/A PROFESSOR/A UNIVERSITÁRIO/A

Autores

  • Maria de Fátima Evangelista Mendonça Lim Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
  • Dario de Oliveira Lima-Filho Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Palavras-chave:

mal-estar-docente, magistério superior, trabalho, exaustão emocional, estresse

Resumo

Resumo

 

Este artigo aborda o processo saúde-doença do trabalhador docente. O objetivo da pesquisa foi verificar as relações entre o processo de trabalho docente, as condições sob as quais ele se desenvolve e o possível adoecimento físico e mental dos professores em uma universidade federal. Para tanto, foi conduzida uma pesquisa exploratória junto a 189 professores. Os resultados mostram que os docentes apresentam exaustão emocional, considerando a elevada manifestação de sintomas tais como nervosismo, estresse, cansaço mental, esquecimento, insônia, entre outros. Os dados obtidos nos permitem afirmar que os depoimentos analisados constituem sínteses da própria forma como a universidade tem se colocado na sociedade, bem como assumido seu papel e construído sua própria identidade, interferindo na saúde dos/as professores/as.

 

Abstract

This article deals with the process of health-disease of professor workers. The aim was to verify the relations among the process of the professor work, the conditions under which it is developed and the possible physical and mental illnesses of professors in a federal university in Brazil. A survey was conducted with 189 professors. The results show that the professors present emotional distress, considering the high manifestation of symptoms such as nervousness, stress, mental fatigue, forgetfulness, insomnia, among others. The data obtained allow us to state that the analyzed testimonies constitute the synthesis of the way the university has acted in the society, as well as assuming its role and building up its own identity, interfering with the health of professors.

 

Keywords: teacher burnout; university; professor

Biografia do Autor

Maria de Fátima Evangelista Mendonça Lim, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Psicóloga, Mestre e Doutora em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É Professora do Curso de Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Dario de Oliveira Lima-Filho, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Administrador, Mestre e Doutor em Administração pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP). É Professor Associado do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Como Citar

Lim, M. de F. E. M., & Lima-Filho, D. de O. (1). CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE DO/A PROFESSOR/A UNIVERSITÁRIO/A. Ciências & Cognição, 14(3), 62-82. Recuperado de http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/253

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles