DESENVOLVIMENTO SUSTENTADO E CONSCIÊNCIA AMBIENTAL: NATUREZA, SOCIEDADE E RACIONALIDADE

Bernardo Elias Correa Soares, Marli Albuquerque Navarro, Aldo Pacheco Ferreira

Resumo


Resumo

Apesar do enfoque integrado, hoje praticado, entre condições e conhecimentos sócio-econômicos e ambientais, o papel desempenhado por essa integração nem sempre é reconhecido por projetos que envolvam impactos estratégicos sobre o ambiente, nem figuram seriamente no contencioso das políticas públicas, principalmente dos países em desenvolvimento. É necessária, pois, uma abordagem epistemológica que reconheça a responsabilidade coletiva sobre as crises ambientais globais, indicando-se a necessidade de consideração de uma ética ambiental nos programas coletivos de sensibilização ecológica. Por outro lado, os padrões ideológicos e tecnológicos, importados dos países centrais, não permitem a utilização adequada do potencial ambiental de cada região, o que pode levar à deterioração dos ecossistemas. Além da gestão racional e ecológica dos recursos, ambientais, os autores concluem que é preciso uma reeducação ecológico-ambiental, que respeite os critérios de interdisciplinaridade científica, os ditames de sobrevivência do planeta, bem como as perspectivas diferenciadas da cultura, do ser e do pensar humanos.

Abstract

Despite the integrated approach often applied nowadays among social, economic and environmental conditions, the role played by such joint knowledge may not always be recognized by projects involving strategic environmental applications and may not be placed within public policies in developing countries. An epistemological view that considers a collective responsibility over global environmental crisis is therefore demanded, indicating the need for an environmental ethics within global ecological consciousness programmes. On the other hand, ideologic and technologic standards taken from central countries do not allow a clear use of each region´s resources or environmental potential, decaying ecossystems. A rational management of such resources is required to set up an environmental re-education that respects interdisciplinary scientific criteria, planet survival rules as well as cultural and human thought perspectives.

Palavras-chave


Biodiversidade; Cognição; Desenvolvimento sustentável; Educação ambiental; Políticas públicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________

Endereço postal

Ciências e Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

Contato Principal

Editors (Dr. Glaucio Aranha / Dr. Alfred Sholl-Franco)
Ciências e Cognição - Editors-in-chief

Ciências & Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

E-mails:

revista@cienciasecognicao.org (principal)
cienciasecognicao@gmail.com (alternativo)


E-mail: revista@cienciasecognicao.org

Contato de Suporte

Comunication Office
E-mail: revista@cienciasecognicao.org