OBSERVAÇÃO DAS EVIDÊNCIAS COGNITIVAS DE APRENDIZAGEM MOTORA NO DESEMPENHO DE JOVENS VIOLONISTAS MONITORADAS POR EEG: UM ESTUDO PILOTO

Autores

  • Ana Clara Bonini-Rocha Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Marilda Chiaramonte Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Milton Antonio Zaro Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Maria Isabel Timm Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Daniel Wolff Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Palavras-chave:

Cognição, Aprendizagem Motora, EEG, Prática Musical

Resumo

Resumo

O artigo apresenta evidências cognitivas de aprendizagem motora por pesquisa com EEG cujo protocolo e tarefa buscou motivar dois violonistas a treinar e aprender a tocar uma seqüência de notas oferecida em partitura e áudio. Objetivou-se aumentar a demanda cortical para atenção seletiva, processamento, evocação de memórias e ampliação de representações mentais. Sabe-se que a aprendizagem é construída endogenamente, por ação cognitiva dos indivíduos sobre novas informações assimiladas e acomodadas em repertório prévio. Reorganizando-se, dá significância às novas informações e cria conhecimento e estes estados cognitivos relacionados com aprendizado motor exigem vigília, atenção, abstração e programação, o que causa mudanças nos sinais biológicos elétricos captados por EEG. Monitoraram-se sinais de EEG durante leitura, audição e prática da tarefa e calculou-se as medianas das freqüências (MFeeg) e médias aritméticas simples de ondas eletroencefalográficas em 3.000 e 60.000 milissegundos. O modelo estatístico foi ANOVA, Teste Bonferroni e Teste T para amostras pareadas (p<0,05); programas Excell 2003 e SPSS 14.0. A pesquisa mostrou a existência de específicas alterações de padrões de EEG, da aparente inatividade da pré-execução da tarefa à prática e memorização da partitura e desempenho motor.

 

Abstract

The article presents cognitive evidences of motor learning with EEG whose protocol and task looked to cause two guitarists training and learning to touch a sequence of notes offered in score and sound. The demand aimed to increase cortical for selective attention, processing, evocation of memories and of mental representations. The motor learning is known when built the action with new assimilated and accommodated in formations - it creates knowledge. These cognitive states connected with driving demand wakefulness, attention, abstraction and planning and  changes the biological electric signs caught by EEG. Signs of EEG were monitored during reading, audition and practice of the task and there were calculated the medium ones of the frequencies (MFeeg) and arithmetical simple averages of waves eletroencefalográficas in 3.000 and 60.000 milliseconds. The statistical model was ANOVA, Test Bonferroni and Test T for samples gauged tuns Test Bonferroni and Test T for gauged tuns samples (p <0,05); programs Excell 2003 and SPSS 14.0. The inquiry showed the existence of specific alterations of standards of EEG, of the apparent inactivity of the daily pay-execution of the task to the practice and memorisation of the score and driving performance.

Biografia do Autor

Ana Clara Bonini-Rocha, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Graduada em Fisioterapia, Especialista em Administração e Planejamento para Docentes, Especialista em Fisioterapia Neurofuncional, Mestre em Educação e Doutoranda (Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano; UFRGS). Atua como Professora da Especialização em Dança (Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre, PUCRS).

Publicado

2009-03-29

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles