ANALOGIAS EM LIVROS DIDÁTICOS DE QUÍMICA: UM ESTUDO DAS OBRAS APROVADAS PELO PNLEM 2007

Autores

  • Wilmo Ernesto Francisco Junior Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Palavras-chave:

analogia, livro didático, PNLEM, química, educação

Resumo

Resumo

As analogias estão inseridas em diversas situações do dia-a-dia e configuram-se numa tentativa de explicar algo para outra pessoa, ou até mesmo de entender uma nova idéia associada às informações já conhecidas. A utilização das analogias é comum em livros de Ciências, sobretudo devido à existência de inúmeros conceitos abstratos. Além disso, com as novas políticas públicas federais, a influência desse material deverá ser maior, pois está prevista a distribuição de livros aos alunos de escolas públicas. Considerando tais fatores, o presente artigo apresenta um estudo sobre as analogias encontradas nos livros de Química aprovados pelo Plano Nacional do Livro Didático Para o Ensino Médio – PNLEM 2007. Após a leitura integral das obras, identificou-se 154 analogias, as quais foram divididas conforme sistema de categorias adaptado de outros estudos. Também foram discutidos apontamentos sobre o uso adequado das analogias em textos e em sala de aula, bem como sobre o papel dos professores no uso desse recurso. Os resultados indicaram que a maior parte das analogias encontradas nos livros de Química aprovados pelo PNLEM 2007 não favorece a aprendizagem.

 

Abstract

The analogies appear on diverse situations in daily lives and frequently configure an attempt to explain or understand the unknown by mean of the known. Analogies are commonly used by science textbooks, mainly to teach abstract concepts. Besides, with the new federal public policies, the influence of this material should be higher due its distribution to high school students. Taking this into account, this paper presents an analysis of the analogies presented by chemistry textbooks approved by Plano Nacional do Livro Didático Para o Ensino Médio – PNLEM 2007 (National Plan of Textbooks for High School Students). After textbooks´ reading, 154 analogies were identified. These analogies were classified according to proposes adapted from studies presents in the literature. This work also discusses appointments concerned to the adequate use of analogies in the texts and in the classroom, as well as aspects related to the teachers´ role. The results indicated that the most of the analogies is unfavorable to the learning.

Biografia do Autor

Wilmo Ernesto Francisco Junior, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Bacharel / Licenciado em Química e Mestre em Biotecnologia pelo Instituto de Química da UNESP de Araraquara, Mestre em Educação, área de Metodologia de Ensino, pela UFSCar. Atualmente é Doutorando em Química pelo IQ-UNESP e professor do Departamento de Química da Universidade Federal de Rondônia – UNIR. Endereço para contato: Departamento de Química, Universidade Federal de Rondônia, UNIR.

Publicado

2009-03-29

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles