Trabalho em equipe de saúde: limites e possibilidades de atuação eficaz

Autores

  • Márcia Cristina Gomes de Pinho Programa de Pós-graduação em Psicologia Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil / Doutoranda

Palavras-chave:

equipe de saúde, multidisciplinaridade, interdisciplinaridade

Resumo

Neste artigo problematiza-se a questão da eficácia na constituição do trabalho em equipe na área de saúde. Tem como objetivo apresentar os elementos facilitadores e restritivos à atuação eficaz, dando especial destaque aos limites entre a passagem e articulação do trabalho multi e interdisciplinar, observando os diversos elementos que estão em jogo. A amostra foi restrita a  62 profissionais da área de saúde que integram equipes multidisciplinares. Através de entrevistas semiestruturadas, observação participante e de um questionário sobre condições objetivas do trabalho em equipe, foi possível mapear os elementos que estruturam estas relações. © Ciências & Cognição 2006; Vol. 08: 68-87.

Biografia do Autor

Márcia Cristina Gomes de Pinho, Programa de Pós-graduação em Psicologia Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil / Doutoranda

Doutoranda em Psicologia Social do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social(UERJ)

Como Citar

de Pinho, M. C. G. (1). Trabalho em equipe de saúde: limites e possibilidades de atuação eficaz. Ciências & Cognição, 8. Recuperado de http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/582

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles