AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ESCOLAR EM MATEMÁTICA DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE (TDAH): UM ESTUDO PILOTO

Autores

  • Marisa Vital Universidade Federal de Pernambuco
  • Izabel Hazin Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Palavras-chave:

Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), Neuropsicologia da atividade matemática, educação especial

Resumo

Resumo
A pesquisa de natureza exploratória parte do estudo de dois casos para explorar as interrelações entre o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH), notadamente o
subtipo desatento, e a atividade matemática escolar. O funcionamento cognitivo de crianças com TDAH do subtipo desatento, na literatura associado a dificuldades escolares em
matemática, foi investigado através de avaliação neuropsicológica, e pode ser caracterizado pelo comprometimento da atenção concentrada, da flexibilidade cognitiva, da memória operacional, como por déficits visuoespaciais. Por sua vez, a atividade matemática escolar
deste subgrupo foi avaliada a partir do desempenho das crianças num instrumento matemático. Tais resultados permitiram o estabelecimento de relações entre os tipos de erros cometidos por duas crianças no instrumento de avaliação da atividade matemática escolar e os déficits cognitivos apresentados pelas mesmas, o que permitiu perceber que as dificuldades cognitivas apresentadas são de natureza procedural.


Abstract
The present research investigated two cases aiming to explore the interrelations between Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD), notably the inattentive subtype, and
mathematics activity at school. Cognitive functioning of children showing ADHD of inattentive subtype, in literature associated with difficulties in school mathematics, was investigated
throughout neuropsychological assessment, and may be characterized by impairment in concentrated attention, cognitive flexibility, operational memory, and also by visuospatials
deficits. Mathematics activity at school for these two children was evaluated through an evaluating instrument for school mathematics abilities. These results allowed the establishment
of relations among the types of errors shown by the two children in tasks of the evaluating instrument for assessing mathematical school activity and the above mentioned cognitive deficits, leading to the conclusion that cognitive difficulties presented by the participant children are of procedural instead of conceptual nature.

 

Biografia do Autor

Marisa Vital, Universidade Federal de Pernambuco

Psicóloga, Especialista em Neuropsicologia e Mestranda em Psicologia Cognitiva (UFPE).

Izabel Hazin, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestre e Doutora em Psicologia Cognitiva. Atua como Professora Adjunto do Departamento e da Pós-graduação em Psicologia (UFRN) e
Coordenadora do LAPEN (UFRN).

Publicado

2009-04-04

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles