INTERPRETAÇÃO DE METÁFORAS COM VERBOS DE MUDANÇA DE ESTADO GOVERNADA POR RELAÇÕES PARADIGMÁTICAS E SINTAGMÁTICAS

Autores

  • Dieysa K. Fossile Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

metáfora, léxico, interpretação

Resumo

Resumo


Neste artigo, apresenta-se uma pesquisa através da qual se investiga se os tipos combinatórios ([tópicos] + [veículos]) de sentenças metafóricas apresentam regularidade interpretativa. Examinam-se relações paradigmáticas e relações sintagmáticas de ocorrências metafóricas com verbos de mudança de estado. Realizou-se uma descrição dessas relações baseada na análise de
100 exemplos reais de metáforas verbais retirados da web, porém neste artigo serão apresentados apenas 19 exemplos. Os resultados preliminares sugerem que a interpretação de uma metáfora ocorre por meio de dois níveis: 1º nível – identificação do tipo de metáfora, 2º nível – identificação da relação sintagmática relevante. Este trabalho confirma a hipótese de que a regularidade que pode ser encontrada no uso das metáforas com verbos de mudança de estado está baseada no resultado da ação verbal e que o conhecimento semântico que organiza classes de palavras, como a classe dos verbos de mudança de estado, é fundamental para a interpretação de metáforas. Este estudo que se apresenta neste artigo é uma pesquisa em andamento para a dissertação de mestrado em Lingüística, portanto os resultados obtidos ainda não são conclusivos.

Abstract


In this article is presented a research, which is investigated if the combinated ([topics] + [vehicles]) of metaphorical sentences presents any kind of interpretative regularity. Examining paradigmatics relations and sintagmatics relations of metaphorical occurrencies with verbs of changing of manner. It was realized a description of these relations based on the analyses of 100 real examples of metaphoric verbs of manner changing, took off from web, however in this article will be presented only 19 examples. The previous results suggest that the interpretation of a metaphor occurs throw two levels: first level – identification of the kind of metaphor, second level – identification of sintagmatic relation relevant. This work confirms the hypothesis in which the regularity that can be found into the metaphors use with the verbs of changing of manner is based in the results of verbal action and that the semantic knowledge that organizes classes of words, as the classes of verbs of changing of manner, is essential for the metaphoric interpretation. This study that is presented in this article is a research on for dissertation of master’s degree in Linguistics, so the results got are not conclusive yet.

Biografia do Autor

Dieysa K. Fossile, Universidade Federal de Santa Catarina

É graduada em Letras - Licenciatura (Língua Portuguesa; Universidade
Regional de Joinville, UNIVILLE) e Mestranda do curso de Lingüística (Área de concentração: Teoria e Análise Lingüística. Linha de pesquisa: Léxico e Significação; UFSC). Atua como Professora efetiva da Rede Estadual de Santa Catarina e como Tutora da Disciplina de História dos Estudos Lingüísticos do Curso de Letras a Distância (UFSC).

Publicado

2009-04-06

Como Citar

Fossile, D. K. (2009). INTERPRETAÇÃO DE METÁFORAS COM VERBOS DE MUDANÇA DE ESTADO GOVERNADA POR RELAÇÕES PARADIGMÁTICAS E SINTAGMÁTICAS. Ciências & Cognição, 13(3), 187-198. Recuperado de http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/74

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles

##plugins.generic.recommendBySimilarity.heading##

##plugins.generic.recommendBySimilarity.advancedSearchIntro##