ASPECTOS NEURAIS EM CHUTES NO FUTEBOL: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A ADAPTAÇÃO DE TÉCNICAS CINEMÉTRICAS PARA AVALIAÇÃO E TREINAMENTO COGNITIVO

Erick Quintas Conde, Alberto Filgueiras, Joana Bastos Matos, Raphaela Barbosa de Andrade, Paulo Sérgio Ribeiro, Adriana de Lacerda Miranda, Emílio Takase

Resumo


Resumo

Nos esportes, procedimentos de cinemetria são amplamente utilizados para a análise do gestual do atleta, mas raramente são empregados de forma a considerar aspectos cognitivos relacionados ao movimento. O presente trabalho se constitui como um estudo de caso que discute a implementação de um método cinemétrico capaz de considerar também processos cognitivos de alta ordem durante chutes de bola parada no futebol, como o cálculo da dimensão espacial, o estabelecimento de engramas motores, a identificação de tendências motoras e a variabilidade da precisão. As imagens da variação motora ao redor de um alvo pré-estabelecido foram analisadas através do software Dartfish Connect e através de análises estatísticas. Para descrição dos resultados, consideramos a distribuição espacial dos chutes ao redor do alvo e a identificação de tendencias nos programas motores. Os achados foram compartilhados com atletas e comissão técnica a fim de ampliar a consciência dos detalhes relacionados ao desempenho individual. Em conclusão, vimos que a adaptação metodológica da cinemetria para o estudo da cognição relacionada ao chute pode auxiliar treinadores na escolha do cobrador mais eficiente e na identificação das melhores estratégias para estímulos no treinamento personalizado. © Cien. Cogn. 2012; Vol. 17 (2): 177-184.

Palavras-chave: cognição; futebol; chutes; neurociências; movimento.



Palavras-chave


cognição; futebol; chutes; neurociências; movimento.

Texto completo:

PDF

Referências


Amadio, A.C. (1996). Fundamentos biomecânicos para análise do movimento humano. São Paulo: Laboratório de Biomecânica/EEFUSP.

Conselho Nacional de Saúde (1996). Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Resolução CNS 196/96. Bioética, 4, 15-25.

Declaração de Helsinki (2008). Princípios éticos para pesquisa médica envolvendo seres humanos. Jornal da Associação Médica Brasileira (JAMB), São Paulo, 31- 34.

Dörge, H.C.; Andersen, T.B.; Sørensen, H.; Simonsen, E.B. (2002) Biomechanical differences in soccer kicking with the preferred and the non-preferred leg. J. Sports Sci., 20(4), 293–299.

Mataruna, L.; Ribeiro, M.M.; Albuquerque, M.; Silva, N.W.P. (2009). A utilização do sistema de análise video-scouting no processo do treinamento de atletas femininas de judô: um estudo sobre a previsibilidade de repetição do gesto motor "deslocamento" em competição de alta performance. Revista De Educação Física - Escola de Educação Física do Exército, 147, 98-98.

Morris, M.E.; Summers, J.J.; Matyas, T.A; Iansek, R. (1994). Current Status of the Motor Program. Phys. Therapy, 74 (8), 738-748.

Russel M.; Kingsley M. (2011). Influence of Exercise on Skill Proficiency in Soccer. Sports Med., 41 (7), 523-539.

Savelsbergh, G.J.P.; Williams, A.M.; van Der Kamp, J.; Ward, P. (2002). Visual search, anticipation and expertise in soccer goalkeepers. J. Sports Sci., 20, 279-287.

Scott, S.H. (2004). Optimal feedback control and the neural basis of volitional motor control. Nature Rev. Neurosci., 5 (7), 532-546.

Stevens, S.S. (1975). Psychophysics: introduction to its perceptual, neural, and social prospects. New York: Wiley-Interscience.

Vaeyens, R.; Lenoir, M.; Williams A.M.; Mazyn L.; Philippaerts R.M. (2007). The Effects of Task Constraints on Visual Search Behavior and Decision-Making Skill in Youth Soccer Players. J. Sport Exercise Psychol., 29, 147-169.

Vetter, P.; Wolpert, D.M. (2000). Context Estimation for Sensorimotor Control. J. Neurophysiol., 84, 1026-1034.

Wolpert, D.M.; Ghahramani, Z. (2000). Computational principles of movement neuroscience. Nature Rev., 3, 1212-1217.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




____________

Endereço postal

Ciências e Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

Contato Principal

Editors (Dr. Glaucio Aranha / Dr. Alfred Sholl-Franco)
Ciências e Cognição - Editors-in-chief

Ciências & Cognição
A/C Prof. Dr. Alfred Sholl Franco

Sala G0-015, Bloco G, Centro de Ciências da Saúde.
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Av. Carlos Chagas Filho S/N - Cidade Universitária
Ilha do Fundão - Rio de Janeiro, RJ 21.941-902, Brasil.

E-mails:

revista@cienciasecognicao.org (principal)
cienciasecognicao@gmail.com (alternativo)


E-mail: revista@cienciasecognicao.org

Contato de Suporte

Comunication Office
E-mail: revista@cienciasecognicao.org