VENDO A VIDA COM OUTROS OLHOS: O ENSINO DE ECOLOGIA PARA DEFICIENTES VISUAIS

Autores

  • Karina Omuro Lupetti Universidade Federal de São Carlos
  • Antonio Rogério Bernardo Universidade Federal de São Carlos
  • André Farias de Moura Universidade Federal de São Carlos

Palavras-chave:

EDUCAÇÃO INCLUSIVA, ENSINO DE BIOLOGIA, METODOLOGIAS DE ENSINO

Resumo

RESUMO

APESAR DE VÁRIOS GRUPOS DE PESQUISAS VIREM TRABALHANDO NA FORMULAÇÃO DE MATERIAIS PARA A EDUCAÇÃO DE CEGOS, EXISTEM POUCOS MATERIAIS DE FÁCIL ACESSO AOS PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INCLUSIVA EM GERAL, ESPECIALMENTE NAS ÁREAS DE CIÊNCIAS, ENTRE ELAS, A BIOLOGIA. COM O OBJETIVO DE ELABORAR ESSES MATERIAIS PARA O ENSINO INCLUSIVO NO ENSINO MÉDIO (EM), TRABALHOU-SE COM SEIS DEFICIENTES VISUAIS ENTRE 16 E 51 ANOS, DIVIDIDOS EM DOIS GRUPOS, ALUNOS DO 1º ANO DO EM E OUTROS QUE JÁ TERMINARAM OU DEIXARAM OS ESTUDOS. FORAM MINISTRADAS DUAS AULAS COM O TEMA ECOLOGIA, BASEADAS NA PROPOSTA CURRICULAR DO ESTADO DE SÃO PAULO DE 2008, NAS QUAIS REALIZARAM-SE VIVÊNCIAS COM OS MATERIAIS PRODUZIDOS. FORAM FEITAS OBSERVAÇÕES SISTÊMICAS E APLICADOS QUESTIONÁRIOS SEMI-ESTRUTURADOS EM CADA AULA COM OBJETIVO DE AVALIAR A EFICÁCIA DOS MATERIAIS PARA APRENDIZAGEM. OBSERVOU-SE UMA GRANDE ACEITAÇÃO DOS ALUNOS, TANTO NAS AULAS EXPOSITIVAS QUANTO NAS VIVÊNCIAS, SENDO QUE OS MESMOS MOSTRARAM GRANDE APREENSÃO DO CONTEÚDO, MAIS DO QUE SE ESTES FOSSEM APENAS ORALMENTE EXPOSTOS. CONCLUI-SE QUE A UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS TÁTEIS ALIADAS ÀS AULAS EXPOSITIVAS, AUXILIA NA CONSTRUÇÃO E AMPLIA O CONHECIMENTO DO DEFICIENTE VISUAL, ESPECIALMENTE EM BIOLOGIA, ONDE GRANDE PARTE DOS CONTEÚDOS É APENAS VISUALMENTE EXPLORADA.

PALAVRAS-CHAVE: EDUCAÇÃO INCLUSIVA; ENSINO DE BIOLOGIA; METODOLOGIAS DE ENSINO

 

ABSTRACT

ALTHOUGH MANY RESEARCH GROUPS WORK IN THE DEVELOPMENT OF EDUCATIONAL APPARATUS FOR VISUALLY IMPAIRED, THE LACK OF MATERIALS FOR TEACHERS CONSIDERING AN INCLUSIVE EDUCATION IS STILL A PROBLEM, ESPECIALLY IN SCIENCES AND BIOLOGY. THE AIM OF THIS WORK, THAT WAS THE DEVELOPMENT OF EASY ACCESS AND LOW COST EDUCATIONAL APPARATUS FOR TEACHING VISUALLY-IMPAIRED STUDENTS IN HIGH SCHOOL LEVEL, WAS ACHIEVED WITH THE PARTICIPATION OF SIX BLIND INDIVIDUALS, AMONG 16 AND 51 YEARS OLD DIVIDED INTO TWO GROUPS: THE FIRST COMPOSED BY FIRST YEAR HIGH SCHOOL STUDENTS, AND THE SECOND BY EX-HIGH SCHOOL STUDENTS OR PEOPLE WHO GAVE UP SCHOOL. TWO CLASSES ABOUT ECOLOGY WERE TAUGHT, BASED ON THE 2008 CURRICULAR SYLLABUS ESTABLISHED BY THE SÃO PAULO STATE DEPARTMENT OF PUBLIC EDUCATION. ALL THE DEVELOPED MATERIALS WERE USED IN PRACTICAL EXPERIENCES. IT WAS PERFORMED SYSTEMIC OBSERVATIONS AND SEMI-STRUCTURED QUESTIONNAIRES IN EACH CLASS IN ORDER TO EVALUATE THE EFFICIENCY OF THE MATERIALS. IT WAS NOTICED A HIGH ACCEPTANCE FROM THE STUDENTS DURING THE CLASSES AND THE EXPERIENCES. IT WAS OBSERVED A HIGH EFFICIENCY OF THE MATERIAL TO HELP THE BLIND STUDENTS TO UNDERSTAND THE SUBJECT IN DISCUSSION BETTER THAN IT WAS JUST ORALLY EXPOSED. IN CONCLUSION, THE USE OF TACTILE MATERIALS IN ADDITION TO EXPOSITORY CLASSES HELP TO RAISE AND IMPROVE THE KNOWLEDGE OF THE VISUALLY-IMPAIRED INDIVIDUALS, AND IT WAS ESPECIALLY PERCEPTIBLE IN BIOLOGY, WHERE THE SUBJECTS ARE VISUALLY TEACHING.

KEYWORDS: INCLUSIVE EDUCATION; BIOLOGY TEACHING; TEACHING METHODOLOGIES.

Biografia do Autor

Karina Omuro Lupetti, Universidade Federal de São Carlos

Departamento de Química

Núcleo Ouroboros de Divulgação Científica

Antonio Rogério Bernardo, Universidade Federal de São Carlos

Nucleo Ouroboros de Divulgação Científica - Departamento de Química

André Farias de Moura, Universidade Federal de São Carlos

Departamento de Química

Publicado

2013-08-30

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles