SATISFAÇÃO, PERCEPÇÃO DE APRENDIZAGEM E DESEMPENHO EM VÍDEO AULA E AULA EXPOSITIVA

Autores

  • Ana Clara Bonini-Rocha Universidade de Brasília UNB
  • Lucas Fürstenau de Oliveira Universidade de Caxias do Sul UCS
  • Renata Menezes Rosat Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS
  • Maria Flávia Marques Ribeiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS

Palavras-chave:

vídeo-aula, aula-expositiva, ensino, aprendizagem, satisfação, percepção de aprendizagem

Resumo

Resumo

Educadores têm se perguntado sobre estratégias adequadas para interagir com uma geração de alunos que tem acesso a modernos meios de comunicação liderados pela Internet. Este estudo comparou dois grupos de alunos de graduação, um exposto a uma aula expositiva (AE, n=81) e o outro a uma vídeo-aula (VA, n=60), avaliando o desempenho (DES) em pré e pós-testes, satisfação (SAT) e percepção de aprendizagem (PA). Foram analisadas correlações entre SAT e PA e entre ambas e o DES. Houve melhora de DES (teste de Wilcoxon) de ambos os grupos, sem diferença entre eles (teste de Mann-Whitney); os alunos ficaram satisfeitos e expressaram boa percepção de aprendizagem (teste de Qui-Quadrado); houve correlação entre SAT e PA, e as correlações entre SAT e DES e entre PA e DES foram significativas, porém baixas (teste de correlação de Spearman). Conclui-se que VA e AE são adequadas e promovem aprendizado dos alunos que se sentiram satisfeitos e com a percepção de que aprenderam o conteúdo. Sugere-se que as metodologias possam ser utilizadas pelo professor de forma complementar, ressaltando a importância da construção de diálogos que sintonizem metodologias clássicas de ensino, como a aula expositiva, com novas tecnologias, como a vídeo-aula, que possam ser utilizadas com fins educacionais.

Palavras-chave: vídeo-aula; aula-expositiva; ensino; aprendizagem; satisfação; percepção de aprendizagem.

 

Abstract

Educators have been wondering about the most appropriate strategies to interact with a generation of students who has access to modern means of communication, led by the Internet. This study compared two groups of undergraduate students, one exposed to a lecture (L, n=81) and the other to a video lesson (VL, n=60) through performance evaluation (PER) in pre- and post-tests, satisfaction (SAT) and perceived learning (PL). The correlations between SAT and PL and between both and PER were analyzed. The data showed an improvement of PER (Wilcoxon test) in both groups, without difference between them (Mann-Whitney test); both groups of students were satisfied and perceived good sense of learning (Chi-Square test); there was a correlation between SAT and PL and the correlation between SAT and DES and between DES and PA were significant, but low (Spearman test). In conclusion, L and VL are appropriate and promote learning and the students felt satisfied and with the perception that they learned the content of the subject. It is suggested that both methodologies can be used by the teacher as a reinforcement and in a complementary manner, emphasizing the importance of constructing dialogic bridges able to match classical teaching methods such as lecturing with new technologies, as the video lesson, that can be used for educational purposes.

Keywords: video lesson; lecture; teaching; learning; satisfaction; perceived learning.

Biografia do Autor

Ana Clara Bonini-Rocha, Universidade de Brasília UNB

A. C. Bonini-Rocha é graduada em Fisioterapia (IPA), Mestre em Educação (UFRGS), Doutora em Ciências do Movimento Humano (UFRGS). Atua como Professora Adjunta no Colegiado de Fisioterapia da Faculdade de Ceilândia (FCE) da Universidade de Brasília (UnB).

Lucas Fürstenau de Oliveira, Universidade de Caxias do Sul UCS

L.F. de Oliveira é graduado em Ciências Biológicas (UFRGS), Mestre e Doutor em Ciências Biológicas: Neurociências (UFRGS). Atua como Professor Adjunto na Universidade de Caxias do Sul (UCS).

Renata Menezes Rosat, Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS

R.M. Rosat é graduada em Medicina (UFCSPA) e Educação Física (UFRGS), Mestre em Ciências Biológicas: Fisiologia (UFRGS), Doutora em Medicina: Clínica Médica (UFRGS). Atua como professora adjunta do Departamento de Fisiologia – ICBS – UFRGS.

Maria Flávia Marques Ribeiro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS

M.F.M. Ribeiro - é graduada em Medicina (UFSM), Mestre e Doutora em Ciências Biológicas: Fisiologia (UFRGS). Atua como professora associada do Departamento de Fisiologia – ICBS – UFRGS.

Publicado

2014-03-01

Como Citar

Bonini-Rocha, A. C., Oliveira, L. F. de, Rosat, R. M., & Ribeiro, M. F. M. (2014). SATISFAÇÃO, PERCEPÇÃO DE APRENDIZAGEM E DESEMPENHO EM VÍDEO AULA E AULA EXPOSITIVA. Ciências & Cognição, 19(1). Recuperado de http://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/871

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles

##plugins.generic.recommendBySimilarity.heading##

##plugins.generic.recommendBySimilarity.advancedSearchIntro##