TREINAMENTO DE PAIS E AUTISMO: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Autores

  • Aline Abreu e Andrade Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.
  • Priscilla Moreira Ohno Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.
  • Caroline Greiner de Magalhães Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.
  • Isabella Soares Barreto Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Palavras-chave:

Autismo, Pais

Resumo

Resumo

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é caracterizado por deficits persistentes na comunicação e na interação social em múltiplos contextos e por padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses ou atividades. Tais comprometimentos devem estar presentes no indivíduo precocemente no desenvolvimento e causar prejuízos significativos em áreas importantes da vida. Como forma de promover o desenvolvimento das crianças com autismo, pesquisas se dedicam a estudar os tipos de intervenção mais eficientes para diminuir os sintomas autísticos e aumentar comportamentos adaptativos. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão da literatura especificamente sobre treinamento de pais de pessoas com autismo a fim de sintetizar as evidências atuais a respeito do impacto desta modalidade de intervenção tanto para a criança quanto para a sua família. Foram consultadas as bases de dados Academic Search Premier, Journals Ovid Full Text, PsycArticles (APA), ScienceDirect (Elservier), SpringerLink (MetaPress) e Wiley Online Library para a seleção dos artigos. Foram selecionados e lidos integralmente 15 artigos. Os estudos revisados apontam para uma indeterminação quanto à eficácia do treinamento de pais como forma de facilitar o desenvolvimento de crianças com autismo. Não foi encontrado resultado conclusivo no que diz respeito ao aumento da qualidade de vida dos pais dessas crianças após a intervenção.

Palavras-chave: Transtorno do Espectro do Autismo; treinamento de pais; revisão de literatura.

 

Abstract:

The Autism Spectrum Disorder (ASD) is characterized by persistent deficits in communication and social interaction in multiple contexts and by restricted and repetitive patterns of behavior, interests or activities. These commitments must be present in person early in development and must cause significant damage in important areas of life. As a way to promote the development of children with autism, research devoted to study the most effective types of intervention to reduce autistic symptoms and increase adaptive behaviors. The aim of this study was to review the literature specifically on parent training with autism to synthesize current evidence on the impact of this type of intervention for both the child and the family. Databases Academic Search Premier, Journals Ovid Full Text, PsycARTICLES (APA), ScienceDirect (Elservier), SpringerLink (MetaPress) and Wiley Online Library for selecting articles were consulted. Were selected and read 17 articles. The reviewed studies suggest a vagueness idea about the effectiveness of parent management training in order to facilitate the development of children with autism. No conclusive results were found in regard to enhancing the quality of life of parents of these children after the intervention.

Keywords: Autism Spectrum Disorder (ASD); parent trainning; literature review.

Biografia do Autor

Aline Abreu e Andrade, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

A.A. Andrade é doutoranda em Psicologia do Desenvolvimento (UFMG). Mestre em Psicologia do Desenvolvimento (UFMG) e pós-graduada em Terapia Comportamental (PUC-MG). Possui graduação em Psicologia (UFMG) e Formação em Terapias Cognitivas (IMTC). Trabalha com psicologia clínica, dentro da abordagem cognitivo-comportamental. Faz intervenções com crianças com Transtornos do Espectro do Autismo utilizando-se do método ABA (Análise do Comportamento Aplicada) e de Treinamento de Pais.

Priscilla Moreira Ohno, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

P.M. Ohno é graduanda em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Bolsista (PIBIC/CNPq) de Iniciação Científica pelo Laboratório de Processos Cognitivos (LabCog) do Departamento de Psicologia da UFMG. Trabalha nas áreas de Psicologia Cognitiva e Clínica, com ênfase em Terapia Cognitivo-Comportamental.

Caroline Greiner de Magalhães, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

C.G. Magalhães é graduanda em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Bolsista (PIBIC/CNPq) de Iniciação Científica pelo Laboratório de Psicologia do Desenvolvimento Cognitivo e da Linguagem da UFMG. Integrante da Equipe ABA e Autismo, com experiência no tratamento de crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro do Autismo, atuando em atividades de treinamento de pais, atendimento individual intensivo e mediação escolar. 

Isabella Soares Barreto, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

I.S. Barreto é graduanda em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais, estagiária em psicologia clínica no Serviço de Psicologia Aplicada da UFMG (SPA), com experiência em atendimento individual de adulto, membro da Equipe ABA e Autismo, com experiência no tratamento de crianças com Transtorno do Espectro Autista, atuando em atividades de mediação escolar e atendimento individual intensivo. 

Publicado

2016-03-31

Como Citar

Andrade, A. A. e, Ohno, P. M., Magalhães, C. G. de, & Barreto, I. S. (2016). TREINAMENTO DE PAIS E AUTISMO: UMA REVISÃO DE LITERATURA. Ciências & Cognição, 21(1). Recuperado de https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1038

Edição

Seção

Psicologia / Neuropsicologia / Psicanálise / Ciências Cognitivas