CONCEPÇÕES DE MÉTODO CIENTÍFICO ENTRE PÓS-GRADUANDOS EM CURSOS DE ECOLOGIA

Autores

  • Adriana Barbosa Andrade PPG em Ecologia de Ecótonos (atual Biodiversidade, Ecologia e Conservação, UFT). Hemocentro Coordenador de Palmas, Tocantins.
  • Fernando Mayer Pelicice Universidade Federal do Tocantins

Palavras-chave:

Ecologia, Epistemologia, Filosofia da Ciência, Imagem de ciência, Pós-graduação

Resumo

Existe uma pluralidade de concepções sobre a natureza da ciência, porém o assunto usualmente se encontra afastado da realidade do cientista. Este estudo investigou concepções de Método Científico entre estudantes de pós-graduação em cursos de Ecologia em universidades brasileiras. Entrevistamos 115 discentes (mestrandos e doutorandos) com a pergunta “O que você entende por Método Científico?”. As respostas foram analisadas a partir de um conjunto de noções (n = 13) estabelecidas a priori, que foram comparadas à quatro concepções clássicas de Método Científico: positivismo, falsificacionismo, revoluções científicas e anarquia científica. A maioria dos alunos (95,6%) expressou a crença de que o Método Científico é um método geral, um protocolo que produz conhecimento científico. Poucos alunos questionaram sua entidade ontológica ou apresentaram elementos que ilustram sua complexidade. Uma Análise de Correspondência revelou que as concepções dos discentes se alinham, majoritariamente, com o positivismo e o falsificacionismo. Dessa forma, nossos resultados indicam que ecólogos em formação adquirem, no geral, concepções restritas e limitadas do Método Científico, desconhecendo o recente debate epistemológico que investigou, criticou e reinterpretou muitos aspectos da natureza da ciência. 

Biografia do Autor

Adriana Barbosa Andrade, PPG em Ecologia de Ecótonos (atual Biodiversidade, Ecologia e Conservação, UFT). Hemocentro Coordenador de Palmas, Tocantins.

Adriana Barbosa Andrade é graduada em ciências biológicas (Universidade Federal do Tocantins), Mestre em Ecologia de Ecótonos (atual Biodiversidade, Ecologia e Conservação, UFT). Atualmente trabalha como bióloga no Hemocentro Coordenador de Palmas, Tocantins.

Fernando Mayer Pelicice, Universidade Federal do Tocantins

Fernando Mayer Pelicice é graduado em ciências biológicas (Universidade Metodista de São Paulo), Mestre e Doutor em Ecologia de Ecossistemas Aquáticos Continentais (Universidade Estadual de Maringá, PEA). Atua como Professor Adjunto na Universidade Federal do Tocantins, onde realiza pesquisas em ecologia aquática e leciona disciplinas sobre história e filosofia da ciência.

Publicado

2018-12-31

Como Citar

Andrade, A. B., & Pelicice, F. M. (2018). CONCEPÇÕES DE MÉTODO CIENTÍFICO ENTRE PÓS-GRADUANDOS EM CURSOS DE ECOLOGIA. Ciências & Cognição, 23(2). Recuperado de https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1474

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles