Cozinhando a geometria de redes de pesquisa com apropriações em ciência: conexões apetitosas para candidatos a gourmet

Autores

  • Jalton Gil Torres Pinho Ciências e Cognição - Núcleo de Divulgação Científica e Ensino de Neurociências (CeC-NuDCEN-UFRJ) Organização Ciências e Cognição (OCC)

Palavras-chave:

sociologia da ciência, inteligência, teoria ator-rede, tecnologia, filosofia, cognição

Resumo

Este artigo pretende correlacionar algumas das situações corriqueiras da vida de um cientista que ocorrem no escritório ou no laboratório, gerindo projetos ou em reuniões à produção científica. Privilegia o enfoque desviante na análise de como o pesquisador adquire conhecimento e de que forma se associa a outros atores para criar um fato científico e como os materiais constituintes destas associações surgem para assegurar a durabilidade das redes de atores então criadas. São perseguidas as mudanças ontológicas do pesquisador e observados seu relacionamento bem como as implicações para a configuração das redes de uma dimensão analítica recente na construção de fatos: os não-humanos. Examina a labiríntica prática científica que nasce a partir dos obstáculos ou que se engendra para aumentar as chances de sucesso na consecução de um objetivo, mostrando o que as alianças formadas para as atividades tecno-científicas pretendem proteger.

Biografia do Autor

Jalton Gil Torres Pinho, Ciências e Cognição - Núcleo de Divulgação Científica e Ensino de Neurociências (CeC-NuDCEN-UFRJ) Organização Ciências e Cognição (OCC)

Analista de Sistemas, Mestre em Ciência da Informação (IBICT/UFRJ)

Como Citar

Pinho, J. G. T. (1). Cozinhando a geometria de redes de pesquisa com apropriações em ciência: conexões apetitosas para candidatos a gourmet. Ciências & Cognição, 4. Recuperado de https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/509

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles