A noção de vida em crianças brasileiras em 2004 em comparação com as de Genebra em 1926

Autores

  • Andréia Francisco Fortunato Batistella Professora de Ensino Fundamental
  • Eliane Paganini da Silva Professora de Educação Infantil.
  • Ligiane Raimundo Gomes Professora de Ensino Fundamental

Palavras-chave:

desenvolvimento cognitivo, desenvolvimento infantil, noção de vida.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo comparar dados de um estudo realizado por Jean Piaget em 1926 com crianças genebrinas com os obtidos com crianças brasileiras em 2004. Partimos da hipótese de que são as mesmas as noções de vida das crianças genebrinas e brasileiras e que a noção de vida em crianças brasileiras e genebrinas obedecem à mesma evolução psicogenética. Utilizamos como método a entrevista e a análise clínicas com base em um roteiro estabelecido, considerando as questões realizadas por Piaget em seu estudo. Para a presente amostra, foram selecionadas nove crianças de 8 a 13 anos. Piaget encontrou quatro níveis no desenvolvimento da noção de vida em crianças de Genebra e, no contexto brasileiro, em 2004, as crianças estudadas por nós apresentaram esses mesmos níveis evolutivos. Portanto, podemos perceber que a noção de vida obedece a uma seqüência fixa no desenvolvimento intelectual da criança, assim como descobriu Piaget em suas pesquisas.

Biografia do Autor

Andréia Francisco Fortunato Batistella, Professora de Ensino Fundamental

Pedagoga (UNESP) de Araraquara, com habilitação em Orientação Educacional e especialista em Identidade Nacional: Educação e Desenvolvimento no Brasil e América Latina na Realidade Global (UNESP - Araraquara)

Eliane Paganini da Silva, Professora de Educação Infantil.

Pedagoga (UNESP – Araraquara), com habilitação em Administração e Orientação Educacional, especialista em Administração das Organizações Educacionais (UNESP – Araraquara) e Mestranda em Educação Escolar (UNESP – Araraquara).

Ligiane Raimundo Gomes, Professora de Ensino Fundamental

Pedagoga (Instituto Taquaritinguense de Ensino Superior – ITES), especialista em Psicopedagogia Institucional (UNIARA) e Mestranda em Educação Escolar (UNESP – Araraquara)

Como Citar

Batistella, A. F. F., da Silva, E. P., & Gomes, L. R. (1). A noção de vida em crianças brasileiras em 2004 em comparação com as de Genebra em 1926. Ciências & Cognição, 4. Recuperado de https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/510

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles