A aula de ciências nas séries iniciais do ensino fundamental: ações que favorecem a sua aprendizagem

Autores

  • Dulcimeire Ap Volante Zanon aDepartamento de Didática, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Campus Araraquara, São Paulo, Brasil / Professora
  • Denise de Freitas Departamento de Metodologia de Ensino, Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, São Paulo, Brasil / Professora Adjunta, Assessora

Palavras-chave:

Ensino e aprendizagem de Ciências, atividades investigativas, interações discursivas

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir a importância das atividades investigativas e das interaçõesdiscursivas em sala de aula no ensino de Ciências. Essas atividades podem ser entendidas comosituações em que o aluno aprende ao envolver-se progressivamente com as manifestações dosfenômenos naturais, fazendo conjecturas, experimentando, errando, interagindo com colegas, com osprofessores, expondo seus pontos de vista, suas suposições, e confrontando-os com outros e com osresultados experimentais para testar sua pertinência e validade. Esses processos de ensinoaprendizagemtêm no início da escolarização uma importância ainda maior, pois auxiliam os alunos aatingir níveis mais elevados de cognição, o que facilita a aprendizagem de conceitos científicos. Ao seutilizar o instrumento analítico desenvolvido por Mortimer e Scott, foi possível revelar as dinâmicasinterativas e os fluxos de discurso em salas de aula das séries iniciais do Ensino Fundamental,ajudando a compreender aspectos importantes da prática docente e do processo de aprendizagemcientífica dos alunos. © Ciências & Cognição 2007; Vol. 10: 93-103.

Biografia do Autor

Dulcimeire Ap Volante Zanon, aDepartamento de Didática, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Campus Araraquara, São Paulo, Brasil / Professora

Possui Graduação em Licenciatura em Química (UFSCar), Mestrado e Doutorado em Educação,na área de Metodologia de Ensino (UFSCar). Concluiu o programa de Pós-Doutorado na área de Ensino, Avaliação eFormação de Professores da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Prestouassessoria pedagógica na formação de professores à Educativa - Cooperativa Educacional de São Carlos. Atua comoprofessora do Departamento de Didática da Faculdade de Ciências e Letras (UNESP - Campus de Araraquara) nasdisciplinas de Prática de Ensino de Química I e II e Metodologia de Ensino.

Denise de Freitas, Departamento de Metodologia de Ensino, Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, São Paulo, Brasil / Professora Adjunta, Assessora

Possui Graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado - Faculdadede Filosofia Ciências e Letras Barão de Mauá, Ribeirão Preto), Especialização em Ensino de Ciências (UNICAMP),Mestrado em Educação (UFSCar) e Doutorado em Educação (Universidade de São Paulo). Realizou seu pósdoutoramentopela Universidade de Lisboa Portugal. Atualmente é Professora Adjunta (UFSCar) e Assessora do Setorde Biologia do Centro de Divulgacão Científico e Cultural USP - São Carlos. Atua como docente e pesquisadora, nomestrado e doutorado, junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação (UFSCar) (auxílio parcial do CNPq)

Como Citar

Zanon, D. A. V., & de Freitas, D. (1). A aula de ciências nas séries iniciais do ensino fundamental: ações que favorecem a sua aprendizagem. Ciências & Cognição, 10. Recuperado de https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/622

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles