The role of naming in abstract conditional discrimination

Autores

  • Olavo F. Galvão Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, Pará, Brasil / Professor, Docente
  • João S. Carmo Universidade da Amazônia (UFAM), Manaus, Amazonas, Brasil
  • Tony Nelson Universidade Federal do Maranhão (UFMA), São Luiz, Maranhão, Brasil
  • Laércio Silva Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, Pará, Brasil; Instituto Ensino Superior da Amazônia (IESAM), Manaus, Amazonas, Brasil
  • Márcia P. Oliveira

Palavras-chave:

naming, conditional discrimination, matching to sample, concept formation, children

Resumo

ABSTRACT

Vigotsky’s double-stimulation method inspired this study of the effect of the presence or absence of category-name labels under chosen objects during the acquisition of abstract conditional discriminations by children. Forty elementary school students participated in Experiment 1. During Phase 1 they were asked to separate 13 blocks according to each of four properties and to name the separation criteria. They solved the task with prompting from the experimenter. Thirty-four participants passed to Phase 2. On each trial the experimenter separated one of 48 blocks of four different sizes and thicknesses to function as a sample. Then, choices of blocks matching the sample in size and thickness were reinforced. Participants were assigned to one of four Conditions: NNWQ: noname, with questions after trials; NNNQ: no-name, without questions; WNWQ: labeled blocks (with name), with questions; WNNQ: labeled blocks, without questions. In Phase 3, four samples were separated simultaneously. Matching performances in Phases 2 and 3 were better in Conditions NN than WN and partial verbalization of relevant properties was observed. Few participants generalized matching to new objects (Phase 4). Experiment 2 replicated Experiment 1, but changing the experimenters in Conditions NN and WN, to rule out the possible role of experimenter’s performance. Again, matching performance was faster and naming the properties was more accurate in NN conditions, showing a restricted stimulus control effect of name in WN Conditions. © Ciências & Cognição 2007; Vol. 10: 65-83.

RESUMO

O método da dupla estimulação deVigotsky inspirou este estudo do efeito da presença ou ausência dorótulo com o nome da categoria sob os ojetos escolhidos durante a aquisição de discriminações condicionais abstratas por crianças. Quarenta crianças do ensino fundamental participaram do Experimento 1. Durante a Fase 1 pedia-se a elas para separar 13 blocos de acordo com cada uma dequatro propriedades, e nomear os critérios de separação. Elas resolveram a tarefa com ajuda doexperimentador. 34 participantes passaram à Fase 2. Em cada tentativa o experimentador separava um de 48 blocos de quatro tamanhos e espessuras diferentes para funcionarem como modelo. Escolhas de blocos iguais ao modelo em tamanho e espessura eram reforçadas. Os participantes foram distribuídosem uma de quatro Condições: NNWQ: sem-nome, com questões após as tentativas; NNNQ: sem nome, sem perguntas; WNWQ: blocos com etiqueta (com nome), com perguntas; WNNQ: blocos cometiquetas, sem perguntas. Na Fase 3, quatro modelos eram separados simultaneamente. Desempenhosde igualação nas Fases 2 e 3 foram melhores nas Condições NN do que nas WN e foi observadaverbalização parcial das propriedades relevantes. Poucos participantes generalizaram o pareamentopara os novos objetos (Fase 4). O Experimento 2 replicou o Experiment 1, mas mudando osexperimentadores nas Condições NN e WN, para eliminar o possível papel do desempenho doexperimentador. Novamente o desempenho de pareamento foi mais rápido e a nomeação daspropriedades mais precisa nas Condições NN, mostrando um efeito de controle de estímulos restritodo nome nas Condições WN. © Ciências & Cognição 2007; Vol. 10: 65-83.

Biografia do Autor

Olavo F. Galvão, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, Pará, Brasil / Professor, Docente

Bacharel em Psicologia (Universidade de Brasília), Mestre em Psicologia Experimental(Universidade de São Paulo - USP) e Doutor em Ciências (Psicologia Experimental – USP). Atualmente é ProfessorTitular de Psicologia Experimental (UFPA) e Docente do Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento (UFPA). Tem experiência em Pesquisa Básica em Análise Experimental do Comportamento.

Como Citar

Galvão, O. F., Carmo, J. S., Nelson, T., Silva, L., & Oliveira, M. P. (1). The role of naming in abstract conditional discrimination. Ciências & Cognição, 10. Recuperado de https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/623

Edição

Seção

Artigos Científicos / Scientific Articles