MONITORAMENTO DO TEMPO DE REAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE AVALIAÇÃO COGNITIVA E ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO DE JUDOCAS

Autores

  • Erick Conde Universidade Federal de Pernambuco
  • Flora Silva Teixeira Universidade Federal de Pernambuco
  • Adriana Lacerda Universidade Veiga de Almeida; Confederação Brasileira de Judô

Palavras-chave:

tempo de reação manual, judô, atenção espacial

Resumo

Resumo

Medidas do tempo de reação manual têm sido extensivamente empregadas pela neurociência cognitiva para o estudo de funções psicomotoras em diferentes circunstâncias, incluindo modelos aplicados ao contexto do esporte de alto rendimento. O presente estudo teve a finalidade de investigar possíveis aplicações de um teste de reação manual específico - protocolo de Simon - como estratégia de avaliação cognitiva e acompanhamento de atletas na área da psicologia do esporte. Para isso, dois atletas de judô foram testados semanalmente, durante o período de um mês, com o teste de Simon. As análises demonstraram que é possível identificar variações no desempenho individual entre as diferentes sessões realizadas. O atleta 1 apresentou diferenças significativas entre as sessões de avaliação, reduzindo progressivamente seu tempo de reação ao longo das três primeiras sessões, mas lentificando novamente suas respostas na última sessão de avaliação. Por sua vez, o atleta 2, apresentou um perfil diferente, oscilando mais seu despenho ao longo do acompanhamento mensal (lentificou suas respostas da primeira para a terceira sessão e reduziu seus tempos de resposta na quarta avaliação). Esses resultados trazem evidências a favor da utilização do teste de Simon como mais uma estratégia de avaliação cognitiva no esporte, apresentando sensibilidade às variações individuais de desempenho e também obedecendo ao princípio da individualidade biológica, permitindo a distinção dos padrões de resposta entre os indivíduos. Os resultados obtidos fortalecem o potencial das medidas psicofísicas ao revelarem uma forma alternativa de avaliação em comparação aos tradicionais métodos explícitos da psicologia do esporte, além de propiciarem uma abordagem informatizada para avaliação situacional de capacidades de integração sensório-motora, tomada de decisão e atenção espacial.

Palavras-chave: tempo de reação manual; judô; atenção espacial.

 

Abstract

Manual reaction measures have been extensively employed by cognitive neuroscience to psychomotor studies in different circumstances, including applied methods to the high performance sportive context. The present study aimed to study possible applications of a specific reaction time procedure (Simon task) as a cognitive assessment strategy and accompaniment in the sport psychology area. In this study, two judo athletes were weekly evaluated with the Simon task during a period of one month. Analyses have shown that is possible to identify variations in individual performance between the different practiced sessions. The Athlete 1 showed significant differences between the assessment sessions, progressively reducing your reaction time over the first three sessions, but slowing the responses at the last session. The athlete 2, showed a different profile, varying his performance over the monthly monitoring (slowed your responses from the first to the third session and reduced the reaction time on fourth assessment). These results provide evidences in favour for the use of the Simon test as more one cognitive assessment strategy in sport, showing sensitivity to individual performance variations and also obeying the principle of biological individuality, allowing the distinction of response patterns between the individuals. The results strengthen the potential use of psychophysics measures revealing an alternative way for assessment compared to traditional explicit methods of sport psychology, providing a computerized approach for situational assessment of sensorimotor integration, decision making and spatial attention abilities.

Keywords: manual reaction time; judo; spatial attention

Biografia do Autor

Erick Conde, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em Neurociências; Prof. Adjunto no departamento de Psicologia, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Membro do programa de Pós Graduação em Psicologia.

Flora Silva Teixeira, Universidade Federal de Pernambuco

Mestranda no programa de Pós-Graduação em Psicologia (UFPE); pesquisadora no Laboratório de Percepção Visual (LabVis).

Adriana Lacerda, Universidade Veiga de Almeida; Confederação Brasileira de Judô

Professora da Universidade Veiga de Almeida (UVA), departamento de Psicologia; Psicóloga da Confederação Brasileira de Judô (CBJ)

Publicado

2014-12-29

Como Citar

Conde, E., Teixeira, F. S., & Lacerda, A. (2014). MONITORAMENTO DO TEMPO DE REAÇÃO COMO ESTRATÉGIA DE AVALIAÇÃO COGNITIVA E ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO DE JUDOCAS. Ciências & Cognição, 19(3). Recuperado de https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/940

Edição

Seção

Estudo de Caso / Case Study