[1]
N. Rosot, V. D. F. Franco, e T. I. J. de S. Riechi, “A SÍNDROME DO X FRÁGIL E O ESTABELECIMENTO DE FENÓTIPOS COGNITIVO-COMPORTAMENTAIS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA”, Cien. Cogn., vol. 22, nº 1, jun. 2017.